Leilão

Estádio do Arruda vai a leilão por dívida do Santa Cruz com o governo federal


O clube coral tenta acordo para reverter situação e evitar que o principal patrimônio físico seja negociado

Raldney da Silva Alves
Raldney da Silva Alves
Publicado em 06/08/2021 às 19:30
Bobby Fabisak/JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Se não bastassem os inúmeros problemas dentro de campo, o Santa Cruz agora tem mais um motivo para se preocupar. Segundo matéria publicada pela repórter Ângela Belfort, do JC, o Estádio José do Rêgo Maciel, casa do tricolor, deve ir a leilão ainda neste mês de agosto. O motivo disso, segundo Renato Gracie, da Gracie Leilões, são os débitos do clube com o governo federal. "Estão indo a leilão o estádio, a sede do Santa Cruz e as piscinas, totalizando uma área total de 58 mil metros quadrados. O leilão ocorre por causa de uma execução fiscal da Justiça Federal", detalhou Renato.

> 'Precisamos de muita luz divina', diz presidente do Santa Cruz sobre atual situação do clube

A primeira rodada deve acontecer O primeiro leilão do Estádio do Arruda estará aberto para lances a partir do dia 13/08/2021, às 10h, encerrando-se em 16/08/2021. às 10h, ou até que finalize a oferta de lances e os lotes poderão ser arrematados pelo valor da avaliação. Já o segundo leilão, com descontos médios de 50%, terá início a partir de 16/08/2021, às 10h, encerrando-se em 23/08/2021, às 10h, ou até que finalize a oferta de lances.

O que diz a diretoria do Santa Cruz

Segundo apuração de Lucas Holanda, do Blog do Torcedor, com o presidente do Santa Cruz, Joaquim Bezerra, o Santa Cruz já está ciente da situação, e trabalha para reverter o leilão. "Esse assunto está sendo tratado pelo escritório tributário e a gente já está tomando as providências para tentar se chegar num acordo com a procuradoria da fazenda nacional".

> Vice-presidente do Santa Cruz lamenta ataque ao escritório dele: ''Pessoas poderiam perder suas vidas''

Essa não é a primeira vez que o Santa Cruz passa por um processo assim. Em março deste ano, o tricolor já tinha revertido um leilão do que se deu por uma ação movida pelo ex-zagueiro Marcelo Magalhães, que jogou no Santa Cruz em 2007.


Mais Lidas