Memórias de Ouro do Escrete

“É um entrosamento muito grande, ele levanta a bola para eu chutar”, diz Maciel Júnior sobre parceria com Aroldo Costa

Maciel Júnior contou como os caminhos entre ele e “O Maior Gol do Mundo” se cruzaram em Caruaru, no Agreste de Pernambuco

Publicado em 28/08/2021 às 11:00
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Os caminhos entre Maciel Júnior e Aroldo Costa se cruzaram muito antes de ambos fazerem parte da equipe do Escrete de Ouro da Rádio Jornal, no Recife. A história de parceria e de longas datas, começou em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, quando o comentarista, então gerente da afiliada da emissora na “capital do forró”, foi cobrir um jogo de futebol. Ao enxergar todo potencial que o narrador tinha, não teve dúvidas: queria ele por perto e fazendo parte de sua equipe. Essa e outras histórias, você confere no “Memórias de Ouro do Escrete”, especial que conta a trajetória dos integrantes do Escrete de Ouro da Rádio Jornal. A série está disponível nas plataformas digitais do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), em formato de vídeo e podcast.

Durante sua trajetória no rádio, Maciel Júnior teve a oportunidade de coordenar e gerenciar uma equipe em Caruaru. E foi exatamente neste período que conheceu Aroldo Costa. Em uma das partidas de futebol que acompanhou em Garanhuns, encontrou “O Maior Gol do Mundo” abrindo a jornada esportiva. “Na época, eu disse ao coordenador que queria levar ele para Caruaru… Levei ele para lá e depois de um tempo ele veio para cá (Recife)”, contou. “Eu, ao ver aquele cara novinho, com aquele potencial, eu senti que ele se transformaria no que ele é hoje. Não por coordenar, ou por ser o chefe da equipe, mas pelo potencial de conteúdo, de voz e de talento para narrar nesse ritmo, que não é fácil”, continuou. Com o passar dos anos, a sintonia entre os dois só aumentou. Trabalharam juntos em diversos jogos e tiveram a oportunidade de fazer transmissão de partidas da Copa do Nordeste (TV Jornal) e Copa do Mundo. Porém, uma coisa é certa: ambos são bem diferentes. Enquanto Maciel é mais agitado, Aroldo é mais tranquilo. “Na transmissão, a gente tá tão entrosado desde o rádio - nós já fizemos juntos em Caruaru e no Recife, e agora na TV - que eu já sei as deixas que ele me dá para falar. Ele sabe as coisas que eu gosto de falar, que eu quero…. Ele já levanta a bola para eu chutar. É um entrosamento muito grande, como dizem os opostos se atraem”, finaliza.

>> Emocionado, Maciel Júnior chora em último comentário do ano e relembra luta contra a covid-19; ouça

>> Veja como foi a volta de Maciel Júnior ao Fórum Esportivo

Ao falar do Escrete de Ouro, o comentarista da Rádio Jornal lembrou de nomes que marcaram a emissora, como Mané Queiroz, Luis Cavalcante e Adilson Couto. “Tem que falar de Mané (Queiroz). O Escrete de Ouro sem Mané, não é o Escrete de Ouro. Ele é uma das figuras principais que encontrei aqui na rádio. Ele era meu parceiro de brincadeiras, de tudo. Um dos caras mais engraçados que eu já trabalhei na minha vida”, disse. Ele reforçou ainda que ele e os demais integrantes da equipe formam uma família. “Eu acho que a gente hoje é uma família. Como eu vou fazer 30 anos de rádio em Recife, eu já transitei por várias gerações do Escrete... Trabalhei com essa que teve Adilson Couto, Luis Cavalcante. Teve a geração com Ralph de Carvalho e Roberto Queiroz e tem a geração que tá chegando... Eu vejo João (Victor Amorim), Igor (Moura) e (Antônio) Gabriel como o futuro do Escrete, hoje eles são a realidade da equipe. Eu acho que esse é o legado que a gente vai deixar, como não foram eternos os grandes radialistas que se foram, eu não serei… sei que tenho que preparar o caminho para os novos”, finaliza.

Maciel Júnior também relembrou o percurso que fez até chegarmos em 2021. Falou como entrou na Rádio Jornal em Limoeiro, sobre a coordenação na Rádio Jornal de Garanhuns e das conquistas ao se tornar comentarista da Rádio Jornal Recife. Para conferir a trajetória completa, é só clicar no vídeo abaixo:

MACIEL JÚNIOR E A RELAÇÃO COM A RÁDIO E TV JORNAL

Com o passar dos anos, Maciel Júnior foi ganhando espaço nos veículos do SJCC. Teve a oportunidade de fazer diversos programas na TV Jornal e participar de grandes transformações na Rádio Jornal. “Eu fazia reportagem aqui (na Rádio Jornal) e a TV fazia dois eventos juninos (Arraial da TV Jornal e o Pé de Serra). Eu lembro que a produção da TV me procurou para fazer um teste para apresentar um programa de forró. Eu fiz um teste rápido, tipo piloto, e me chamaram para fazer. Então, surgiu minha participação ali. Depois fui fazendo jogos também, até chegar o momento da TV fazer transmissões”, conta. “Eu vim para o Recife em 1991 e fiquei aqui até 1995. Fiz plantão, fui repórter e narrador. Só não comentei. Dois, fui para Caruaru em 95 e fiquei até 98. Felizmente, voltei para o Recife em 2002, já como comentarista, e estou até hoje”, explicou sobre sua atuação nas emissoras de rádio.

PODCAST: Ouça a versão estendida da entrevista

MEMÓRIAS DE OURO DO ESCRETE

A série “Memórias de Ouro do Escrete” contará a trajetória e histórias dos craques do Escrete de Ouro da Rádio Jornal. O primeiro episódio contou com a participação de Aroldo Costa, também conhecido como “O Maior Gol do Mundo”. Você pode conferir este episódio aqui e nas plataformas digitais do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), em formato de vídeo e podcast. Em breve, outros integrantes serão entrevistados. Para não perder nenhum episódio, basta ficar de olho em nossas redes sociais. Youtube, Facebook, Twitter e Instagram da Rádio Jornal.

Mais Lidas