SANTA CRUZ

Joaquim Bezerra vai renunciar? Saiba o que acontece com a presidência do Santa Cruz e possíveis substitutos

Diante da crise instalada no Arruda, presidente tricolor pode oficializar a sua renúncia do cargo nesta quinta-feira (21)

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/10/2021 às 7:23
Felipe Ribeiro/ JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/ JC Imagem
Leitura:

Sem clima. Isolado na presidência do Santa Cruz, principalmente após as saídas de seus colegas de chapa da ProSanta: André Frutuoso, vice-presidente; e Mário Godoy, presidente do Conselho Deliberativo, além do momento terrível instalado no Arruda com o rebaixamento à Série D e com a eliminação da classificatória para a fase de grupos da Copa do Nordeste 2022, o presidente Joaquim Bezerra pode renunciar ao cargo nesta quinta-feira (21).

>>> ATUALIZAÇÃO: Em entrevista à Rádio Jornal, Joaquim Bezerra nega que vai renunciar.

Nos bastidores já existe um movimento para encontrar um possível nome para substituí-lo. Entretanto, o trabalho não está sendo fácil. Afinal, ninguém que assumir o clube na atual situação, na Quarta Divisão do Brasileiro e nem cota de televisionamento para trabalhar. Ou seja, sem orçamento fixo para iniciar a temporada 2022.

Em entrevista ao comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal, o ex-vice-presidente do Santa Cruz, Tonico Araújo, revelou as dificuldades encontradas. "Não é fácil arranjar nomes para uma situação dessas. Você tem pessoas (que poderiam assumir)... Já procurei no nosso grupo de empresários, como (Alexandre, ex-presidente do clube) Mirinda seria uma excelente candidato. Mas não aceita. Nenhum outro ex-presidente quer assumir", contou o ex-dirigente coral.

Ainda segundo Tonico, a solução para modificar o atual cenário do Santa Cruz só será possível com união. "Estamos conversando, pois é com o diálogo que as coisas acontecem com segurança. Porque o Santa não suporta mais desunião", falou Araújo.

ESTATUTO

Em caso de renúncia de Joaquim Bezerra, quem assume o clube provisoriamente é o atual presidente do Conselho Deliberativo. "Ocorrendo eventualmente a renúncia do presidente Joaquim, quem assume a presidência temporariamente é o presidente do Conselho. No caso eu. E tenho de convocar uma nova eleição em oito dias. Pelo estatuto, a eleição tem de ser indireta. Via Conselho Deliberativo. Os conselheiros que elegem o novo presidente e um novo vice-presidente, pois são os cargos vagos. O Conselho permanece o mesmo e completa os três anos de gestão. Então, a eleição seria apenas para as cabeças: presidente e vice", explicou Marino Abreu, presidente do Conselho Deliberativo do Santa Cruz - assumiu após a saída de Mário Godoy, que pediu licença.

QUEM PODE SE CANDIDATAR

De acordo com Marino Abreu, o sócio que corresponder aos pré-requisitos estatutários, pode se candidatar à presidência coral. "Qualquer sócio que atender aos requisitos exigidos pode se candidatar. Em uma eventual renúncia, convoco reunião extraordinária para uma eleição do novo presidente", contou.

NOMES COTADOS

Além do nome do ex-presidente Alexandre Mirinda (já rejeitou o convite), outro ex-presidente tricolor vem sendo cotado nos bastidores: Antônio Luiz Neto, que comandou o clube nos anos de 2011 a 2014. Nesse período, conquistou o acesso a Série C, em 2011; título da Terceirona, em 2013; além de o tricampeonato do Campeonato Pernambucano.

Antônio Luiz Neto também já ocupou o cargo do Conselho Deliberativo do clube e, na última gestão, presidida por Constantino Júnior, comandou o Conselho de Administração.

Mais Lidas