SÉRIE B

Náutico perde para o lanterna Brasil-RS e se distancia do sonho do acesso à Série A


Time alvirrubro foi derrotado por 3x2 para a equipe gaúcha, no estádio Bento Freitas, em Pelotas

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 28/10/2021 às 23:27
Volmer Perez/ GEB
FOTO: Volmer Perez/ GEB
Leitura:

O sonho do acesso alvirrubro à Série A ficou mais distante. Mesmo enfrentando o lanterna Brasil-RS, o Náutico acabou sendo derrotado por 3x2, nesta quinta-feira (28), no estádio Bento Freitas, pela 32ª rodada da Série B. Os gols da partida foram marcados por Renatinho (2x) e Leandro Camilo, para os gaúchos, enquanto que Vinícius e Júnior Tavares descontaram para os pernambucanos.

A equipe timbu segue na 9ª colocação, com 45 pontos, oito a menos que o Goiás (4ª). Agora volta a campo na próxima terça-feira (2), quando encara o Brusque, às 16h, no estádio Augusto Bauer, pela 33ª rodada da Segundona.

O JOGO

Mesmo na lanterna da Série B, o Brasil de Pelotas começou a partida dando muito trabalho. Com um minuto de jogo, Erison já tinha colocado o goleiro Anderson para trabalhar, encaixando um chute de dentro da área.

Não demoraria para o time gaúcho chegar novamente, mas desta vez de forma certeira. Aos quatro, Renatinho cobrou escanteio na primeira trave, ninguém desviou na bola e acabou atrapalhando Anderson, que aceitou o gol olímpico: 1x0.

Mesmo atrás do placar, o Timbu buscou reagir imediatamente. Aos nove, Jean Carlos colocou Vinícius para correr pela esquerda, ele chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro para Jaílson chegar finalizando e forçando o goleiro Marcelo a fazer uma excelente defesa, espalmando para o lado.

Com uma postura ofensiva, o Brasil tentou ampliar o placar ainda no primeiro tempo. Aos 18, Rildo recebeu livre pela direita, percebeu o zagueiro Leandro Camilo livre na área e cruzou rasteiro... Ele chegou finalizando, mas não pegou bem na bola e mandou para fora. Chance desperdiçada.

Confiante, o Náutico colocou a bola no chão, equilibrou as ações e chegou ao empate. Aos 27, Vinícius puxou contra-ataque disparando pelo meio e abriu para Hereda que pedia pela direita. O lateral recebeu e, prontamente, acionou Caio Dantas para fazer o pivô na entrada da área e rolar para Vinícius chegar chapando da meia lua de grande área e mandar a bola no ângulo para empatar: 1x1.

 

Na etapa complementar, assim como no primeiro tempo, o Brasil de Pelotas marcou um gol primeiro. E sem demorar muito para balançar a rede alvirrubra. Aos 14, a equipe gaúcha desceu pela esquerda e após cruzamento, Rhaldney acabou colocando a mão na bola dentro da área: pênalti. Na cobrança, Renatinho deslocou Anderson para desempatar a partida: 2x1.

Novamente atrás do placar, o Timbu tentou reagir. Aos 25, Giovanny fez lançamento em profundidade deixando Murillo em ótima condição de finalização... O atacante equatoriano chutou rasteiro, no contrapé, mas Marcelo se recuperou na jogada e espalmou com uma das mãos e a zaga complementou afastando o perigo.

O Brasil-RS chegou até a ampliar o marcador dois minutos depois. Rildo recebeu pela esquerda, chamou o lateral Jeferson para dançar, passando a bola entre as pernas, cortou para dentro, entrou na área e chutou colocado encobrindo o goleiro Anderson. Pra sorte da equipe timbu, o VAR entrou em ação e anulou o gol, marcando impedimento de Rildo no início da jogada.

Aguerrido, o Náutico ainda foi buscar o gol de empate. Aos 41, Murillo cobrou escanteio mandando na segunda trave, Matheus Carvalho acabou cabeceando para trás e, sem deixar a bola cair, Júnior Tavares pegou de primeira e mandou para o fundo da rede: 2x2.

 

Ainda tinha tempo para mais um gol. Nos acréscimos, aos 47, Leandro Camilo aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou para o fundo das redes e sacramentar a vitória do Brasil-RS.

Com a derrota, o Timbu se distanciou do sonho do acesso à Série A.

Ficha do jogo

BRASIL-RS

Marcelo; Patrick (Caio Rangel), Leandro Camilo, Ícaro e Sousa; Diego Gomes (João Siqueira), Bruno Matias e Renatinho (Rone), Rildo (Gabriel Poveda) e Netto; Erison. Técnico: Jerson Testoni.

NÁUTICO

Anderson; Hereda (Jeferson), Yago, Camutanga e Júnior Tavares; Rhaldney (Matheus Carvalho), Matheus Jesus (Marciel) e Jean Carlos (Giovanny); Jailson (Murillo), Vinícius e Caio Dantas. Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).
Árbitra: Edina Alves Batista (Fifa-SP).
Assistentes: Neuza Back (Fifa-SP) e Leila Naiara Moreira da Cruz (Fifa-DF).
Gols: Renatinho, aos quatro; Vinícius, aos 27, do 1º Tempo. Renatinho, aos 15; Júnior Tavares, aos 41; Leandro Camilo, aos 47, do 2º Tempo.
Cartões amarelos: Patrick, Sousa (BRA)


Mais Lidas