SÉRIE B

Náutico vence o líder Coritiba e segue sonhando com o acesso à Série A

O Timbu derrotou a equipe paranaense por 2x1, no estádio dos Aflitos

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 06/11/2021 às 18:11
Bobby Fabisak/ JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Leitura:

O Náutico quebrou o jejum de vitórias e derrotou o líder Coritiba, neste sábado (6), por 2x1, no estádio dos Aflitos, pela 34ª rodada da Série A. Os gols da partida foram marcados pelo centroavante Caio Dantas e pelo volante Rhaldney, além de Luciano Castán para o Coxa. Agora, os alvirrubros somam 48 pontos e seguem sonhando com o acesso à elite do futebol brasileiro.

A equipe timbu volta a campo na próxima terça-feira (9), quando encara o Confiança, às 19h (de Brasília), no estádio Batistão, pela 35ª rodada da Segundona.

O JOGO

Mesmo vindo de três jogos sem vencer, com duas derrotas consecutivas, o Náutico não entrou em campo intimidado diante do líder Coritiba. Se bem que, a equipe paranaense não demorou muito para dar o seu cartão de visitas e, logo aos dois minutos, Léo Gamalho aproveitou cruzamento de Igor Paixão e testou para baixo, obrigando Anderson a defender com o pé direito.

A resposta alvirrubra veio em sequência até sair o gol. Aos oito, Thássio chutou cruzado, Caio Dantas desviou de leve, mas não o suficiente para a bola ir para o gol. Aos 12, em nova descida pela direita, desta vez, Caio Dantas foi servido pelo alto... E, mesmo livre, cabeceou pra fora. De tanto insistir, o camisa 99 marcou. Aos 15, Jean Carlos cobrou escanteio, Vinícius desviou de cabeça e Caio Dantas apareceu para empurrar para a rede: 1x0.

 

Se pelo lado timbu quem levava perigo constantemente era Caio Dantas, pelo lado do Coxa Igor Paixão era o mais arisco. Aos 26, ele recebeu pela esquerda e chutou de fora da área, mandando a bola rente a trave de Anderson. Dois minutos depois, em rápido contra-ataque, Igor paixão disparou livre pela esquerda, encarou Camutanga e finalizou forte... A bola desviou no zagueiro alvirrubro, foi no travessão e saiu em escanteio.

Os paranaenses abusavam de perder gols. Aos 35, Igor Paixão é lançado na área pelo alto e cabeceou voltando para Robinho pegar de primeira e mandar por cima da meta de Anderson. Excelente chance desperdiçada.

O Coritiba retornou para a etapa complementar buscando o empate rapidamente. Aos seis, Anderson sai jogando errado e Waguininho arrisca um chute encobrindo, mas pra sorte alvirrubra passou por cima da meta.

Apesar de ter a vantagem no placar, o timbu tratou de golpear rapidamente o Coritiba já no reinício de jogo. Aos oito, em descida pela esquerda de Júnior Tavares, que trabalhou jogada com Vinícius, a bola sobrou para Rhaldney finalizar da meia lua da grande área e ampliar: 2x0.

 

Aos dez, o Coxa tentou surpreender o goleiro Anderson, que saiu jogando errado e Waguininho arriscou um chute encobrindo o camisa 12, mas pra sorte alvirrubra passou por cima da meta.

O jogo acabou esquentando e, aos 22 minutos, Jean Carlos e Gustavo Bochecha acabaram expulsos pelo árbitro Flavio Rodrigues de Souza, após desentendimento em campo.

Mesmo conseguindo controlar as ações do Coritiba, o Timbu ainda tomou um gol no acréscimos... Luciano Castán marcou, aos 50 minutos: 2x1.

O susto não foi o suficiente e o Náutico assegurou a vitória.

Ficha do jogo

NÁUTICO

Anderson; Thássio, Camutanga (Carlão), Rafael Ribeiro e Júnior Tavares; Matheus Trindade (Jailson), Rhaldney (Djavan) e Matheus Jesus (Maciel); Jean Carlos, Vinícius e Caio Dantas (Álvaro). Técnico: Hélio dos Anjos.

CORITIBA

Wilson; Natanael (Matheus Alexandre), Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Willian Farias, Val (Gustavo Bochecha) e Robinho (Rafinha); Waguininho, Igor Paixão (João Vitor) e Léo Gamalho (William Alves). Técnico: Gustavo Morínigo.

Local: estádio dos Aflitos, no Recife (PE).
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP).
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Evandro de Melo Lima (ambos de SP).
Gols: Caio Dantas, aos 15, do 1º Tempo. Rhaldney, aos oito; Luciano Castán, aos 50, do 2º Tempo.
Cartões amarelos: Matheus Trindade, Jean Carlos (NÁU) e Gustavo Bochecha (COR).
Cartões vermelhos: Jean Carlos, Marciel (NÁU) e Gustavo Bochecha (COR).

Mais Lidas