Copa do Mundo

Holanda anuncia troca de treinador antes da Copa do Mundo; entenda

Mudança acontecerá após a Copa do Mundo do Catar

Victor Peixoto
Victor Peixoto
Publicado em 06/04/2022 às 12:35 | Atualizado em 31/12/1969 às 21:00
AFP
Holanda está na Copa do Mundo - FOTO: AFP
Leitura:

Copa do Mundo do Catar só começa em novembro, mas já tem grande seleção com futuro o pós-Copa já planejado e definido, ao menos no que diz respeito ao treinador.

É o caso da Holanda, que anunciou, nesta quarta-feira (6), o retorno de  Ronald Koeman comando da Laranja Mecânica após o mundial do Catar, comandando a equipe no ciclo da Euro 2024 e Copa 2026.

Koeman substituirá Louis van Gaal, que cancelou a aposentadoria e assumiu a Holanda na reta final das Eliminatórias, após saída de Frank De Boer, e que será o treinador no Catar.

A saída de van Gaal após a Copa já estava definida desde antes da sua estreia e nada tem a ver com a luta contra um câncer de próstata que o treinador de 70 anos anunciou na última semana.

Koeman chega sob desconfiança?

O retorno de Koeman vem sendo recebido com um misto de reações. O treinador não foi bem no Barcelona e sofreu várias críticas à frente do clube catalão, que teve uma nítida melhora após os reforços da janela de meio de temporada sob o comando de Xavi.

Mas, pela seleção holandesa, Koeman foi muito bem. No período que comandou a seleção, chegou à final da Nations League superando Alemanha, França e Inglaterra e só parou na final para Portugal.

Além disso, classificou o país para a Euro 2020 com uma grande campanha que contou com goleada por 4 x 2 sobre os rivais alemães, na Alemanha, nas Eliminatórias.

Koeman tinha contrato com a Holanda até a Copa 2022, mas optou por deixar a seleção para aceitar o convite do Barcelona, clube em que é ídolo e autor do gol do primeiro título de Champions League da história. Ele sairia apenas após a Euro, mas o adiamento causado pela covid-19 antecipou sua saída.

AFP
Comemoração dos jogadores da Holanda após classificação para Copa do Mundo 2022 - FOTO:AFP

Mais Lidas