Campeonato Pernambucano

Jean Carlos é expulso direto, perde a cabeça e parte para briga com árbitra na final de Pernambucano; confira

Meia alvirrubro perdeu a cabeça com decisão da arbitragem

Victor Peixoto
Victor Peixoto
Publicado em 30/04/2022 às 17:25 | Atualizado em 30/04/2022 às 17:31
Notícia
Alexandre Gondim/JC Imagem
Jean Carlos orienta companheiros durante jogo do Náutico - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O meia Jean Carlos, principal jogador do Náutico protagonizou uma cena lamentável na final do Campeonato Pernambucano 2022. Após acertar uma cotovelada em Yuri Bigode, do Retrô, o camisa 10 alvirrubro foi expulso e partiu pra cima da árbitra Deborah Cecilia aos 22 do primeiro tempo.

A decisão foi tomada após responsável pelo VAR, José Woshington, 
sugerir uma revisão do lance, que não havia sido notado pela árbitra em campo. Após conferir a jogada no monitor, Deborah Cecilia interpretou o lance como agressão e aplicou o vermelho direto.

Agora o Náutico precisará de desdobrar ainda mais para superar a vantagem do Retrô, que venceu o jogo de ida por 1 x 0, nos Aflitos.

Veja momento da expulsão de Jean Carlos

A arbitragem brasileira é conhecida por protagonizar decisões polêmicas, mesmo com a chegada do VAR, mas, certamente, a expulsão de Jean Carlos não faz parte delas.

A reação do meia alvirrubro foi descabida e desproporcional e, além do desrespeito às figuras de autoridade e de mulher de Deborah Cecilia, representa um prejuízo técnico para o Náutico, que corre o risco de perder o meia em mais jogos em um eventual julgamento pela conduta do jogador.

Comentários

Mais Lidas