Náutico

Jean Carlos, meia do Náutico, se pronuncia após ir para cima de árbitra: "Eu não fui agredir"

O jogador do Náutico foi expulso no primeiro tempo da final do Campeonato Pernambucano contra o Retrô; veja a confusão

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 01/05/2022 às 14:03
CHARLES JOHNSON/JC IMAGEM
Retrô e Náutico jogam a final do Pernambucano - FOTO: CHARLES JOHNSON/JC IMAGEM
Leitura:

Além do título do Náutico e a chegada inédita do Retrô, a final do Campeonato Pernambucano 2022 ficou marcada pelo fato do meia Jean Carlos ter ido para cima da árbitra Deborah Cecília ao ser expulso.

O atleta do Náutico acertou uma cotovelada no rosto do adversário. Após ser chamada pelo árbitro de vídeo, para olhar o lance do VAR, a decisão foi pelo cartão vermelho para Jean Carlos ainda no 1º tempo.

Logo após deixar o Náutico com um a menos, Jean Carlos partiu para cima de Deborah Cecília e foi impedido em um primeiro momento por um jogador do Retrô, enquanto a árbitra recua para se proteger.

Através das redes sociais, o jogador do Náutico se pronunciou sobre o caso e afirmou que não tentou agredir a árbitra da final do Campeonato Pernambucano 2022. Veja abaixo!

"Eu não fui agredir. Meu movimento com o braço foi para mostrar a ela o que eu tinha feito com o jogador para sair dele e não dar cotovelada. Não quis agredir nem ela nem o jogador do Retrô", diz Jean Carlos.

O meia do Náutico ainda completa a explicação dizendo que estava revoltado por ter sido expulso e volta afirmar que nunca pretendeu agredir Deborah Cecília.

"Jamais eu partiria pra cima dela, o movimento ali foi da emoção e revolta pela expulsão e eu questionaria qualquer árbitro", conta Jean Carlos em um vídeo publicado no Instagram.

Veja o que diz a súmula do jogo

Na súmula do segundo jogo da final do Campeonato Pernambucano 2022, a descrição de Deborah Cecília fala em tentativa de agressão de Jean Carlos, meia do Náutico, contra ela.

"Após eu ter apresentado o cartão vermelho direto, o jogador expulso partiu em minha direção na tentativa de me agredir", relata a árbitra sobre a confusão envolvendo Jean Carlos.

Leia a súmula de Retrô 0 x 1 Náutico na íntegra

"Aos 22 minutos do primeiro tempo expulsei com cartão vermelho direto o senhor Jean Carlos Vicente, número 10 da equipe do Náutico, por desferir uma cotovelada fora da disputa da bola no rosto do seu adversário (...)

Após eu ter apresentado o cartão vermelho direto, o jogador expulso partiu em minha direção na tentativa de me agredir, sendo contido pelo árbitro assistente Clóvis Amaral, e por seus companheiros de equipe, além disso relutou a sair do campo de jogo, sendo retirado por seus próprios companheiros de equipe - diz a súmula do jogo".

REPRODUÇÃO/TV JORNAL
Momento em que Jean Carlos, do Náutico, vai para cima da árbitra Deborah Cecília - FOTO:REPRODUÇÃO/TV JORNAL

Mais Lidas