search close
Clássico

Náutico e Santa Cruz voltam a fazer o clássico nos Aflitos

 O Clássico das Emoções, válido pela Copa do Nordeste, não era disputado no estádio desde 2013.

Robert Sarmento
gadLeston Júnior
Márcio Goiano e Leston Júnior vivem situações diferentes na temporada.
Alexandre Gondim e  Bobby Fabisak/JC Imagem

Depois de quase seis anos, Náutico e Santa Cruz voltam a disputar o Clássico das Emoções nos Aflitos. O confronto, que também marca o primeiro clássico após a reinauguração da casa alvirrubra, acontece às 18h30, no horário de Recife, e é a abertura da 4ª rodada da Copa do Nordeste. A última partida no estádio aconteceu no dia 28 de abril de 2013, pela semifinal do Campeonato Pernambucano. A vitória foi do Timbu, mas a Cobra Coral conseguiu a classificação, - consequentemente, ganhou o título. Uma preocupação é em relação à segurança dos torcedores que vão acompanhar a partida no estádio, para que a confusão ocorrida no jogo contra o Fortaleza, na estreia da competição regional, não se repita.

"A nossa preocupação não é com torcida específica, é com o bem estar e a segurança do torcedor de verdade, da família, que está sendo afastado dos estádios. Então foi um grito de socorro, de alerta, para mapear essa situação de violência no futebol que só faz acabar o espetáculo. Queremos ter a torcida, mas com segurança", afirmou o presidente do Náutico, Edno Melo.

 "Estamos fazendo um chamado para promover a paz nos estádios, promover a segurança, e que seja uma responsabilidade de todos, e que retome o futebol como um programa de família, com tranquilidade", reforçou o vice-presidente executivo e de futebol do Náutico, Diógenes Braga.

Momento das equipes

 O Timbu chega pressionado pelo baixo desempenho nas quartro linhas, sendo inclusive vaiado mesmo depois de conseguir os três pontos diante do jogo contra o Vitória-PE. A exeção pode ser o atacante Wallace Pernambucano. Ele afirmou que vive a melhor fase da carreira. São seis gols em sete jogos. No entanto, ele entende às críticas ao elenco. "A torcida tem o direito de cobrar da forma que qusier, ela que paga ingresso e bem dizer paga o nossos salários. Mas nós estamos em jogos consecutivos a cada dois dias e isso sacrifica muito os jogadores. Mas vamos trabalhar firme para que no jogo deste sábado a gente possa crescer", avaliou.

Já o tricolor entra em campo líder do Campeonato Pernambucano e, em caso de vitória, assume também a liderança da compeitção regional, por ser o único da rodada neste fim de semana. Mesmo assim, o técnico Leston Júnior, do Santa Cruz, falou que os times chegam equilibrados. "Clássico é um jogo diferente e mexe com todo mundo. As duas equipes chegam muito próximas, em função do nível, do trabalho dos dois clubes. A expectativa é de um grande jogo. Tomara que a gente consiga ter exito diante daquilo que a gente vai propor", comentou.

Postura em campo

O técnico Márcio Goiano elogiou a parte ofensiva do adversário, sem citar nomes, e deve manter uma postura mais precavida em relação aos outros jogos. "Mostrei algumas coisas em relação ao adversário. Nós vamos enfrentar um adversário que no Cameponato Pernambcano tem uma pontuação e na Copa do Nordeste busca o mesmo objetivo que o nosso. E para fazer um grande jogo vamos ter que fazer uma marcação principalmente nos jogadores que podem fazer a diferença", falou o treinador.

Retorno

Fora de combate desde a partida contra o Flamengo de Arcoverde no dia 23 de janeiro, o lateral-esquerdo Bruno Ré foi confirmado no time titular do Santa Cruz. "Você precisa ter critério para que tenha o respeito dos atletas, e quando sai da equipe por ter lesão e não por deifceien técnica é natural que ele volte", disse Leston Júnior.

Ficha do jogo

Náutico: Bruno; André Krobel, Rafael Ribeiro (Diego), Suéliton e Gabriel Aráujo; Jímenez, Luiz Henrique e Jorge Henrique; Fábio Matos (Lucas Paraíba), Robinho e Wallace Pernambucano.

Santa Cruz: Ricardo Ernesto; Marcos Martins, Vitão, Danny Morais e Bruno Ré; Charles, Diego Lorenzi e Allan Dias; Jô, Elias e Pipico.

Local: Estádio dos Aflitos. Horário: 16h.  Árbitro: Marielson Alves Silva (BA). Assistentes: Marcos Welb Rocha de Amorim (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA). Ingressos: Público geral - R$ 40 (inteira) e R$ 20,00 (meia).


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.