Departamento jurídico do Náutico acredita que o clube não será punido por causa da faixa

A faixa escrita com a pergunta "Quem mandou matar Marielle?" foi estendida durante o clássico contra o Santa Cruz, no último domingo (17)

TORCIDA
Departamento jurídico do Náutico acredita que o clube não será punido por causa da faixa

A faixa gerou polêmica nas redes sociais por parte dos torcedores alvirrubros. - Foto: Brigada Popular Alvirrubra

O Náutico não foi notificado oficialmente com relação a faixa "Quem mandou matar Marielle?", estendida por um grupo de torcedores no estádio dos Aflitos, durante o clássico contra o Santa Cruz, pelo Campeonato Pernambucano, no último domingo (17). Além do clube alvirrubro, o Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE) não recebeu nenhuma denúncia oficial.

Ciente do caso, o corpo jurídico alvirrubro se diz tranquilo e não enxerga punição ao clube. O árbitro Pericles Bassols, que apitou o clássico entre Náutico e Santa Cruz, não fez nenhum tipo de registro sobre a faixa na súmula do jogo. "Realmente ficamos sabendo disso, mas oficialmente não recebemos nada do STJD. Estamos tranquilo quanto a isso, foi uma manifestação da torcida, não foi o clube que permitiu isso", comentou Alexandre Carneiro, vice-presidente jurídico do Náutico.

Procurado pela reportagem do Jornal do Commercio, o procurador do TJD-PE, Roberto Ivo, assim como o presidente do Tribunal, Felipe Rego Barros, confirmaram que até o momento não chegou nenhuma denúncia oficial sobre o caso. "O Tribunal não tem o menor conhecimento sobre qualquer denúncia", afirmou Felipe. "Posso garantir que não chegou nada oficial", acrescentou Roberto.

Leia mais no JC Online

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.