play_circle_outline
Jornada Esportiva

Escrete de Ouro

access_time

22:00

Resumo Final

Marcelo Araújo

access_time

23:00

Coisas de Pet

Priscila Miranda e Amanda Rainheri

play_circle_outline
Jornada Esportiva

Escrete de Ouro

access_time

22:00

Resumo Final

Marcelo Araújo

access_time

23:00

Coisas de Pet

Priscila Miranda e Amanda Rainheri

search close
Campeão

Nos pênaltis, Sport conquista o 42° título do Campeonato Pernambucano

O Leão prevaleu sobre o Timbu durante as penalidades, com Maílson defendendo duas cobranças

Robert Sarmento
Após perder no tempo normal, o Sport conseguiu o título na decisão por pênaltis.
Após perder no tempo normal, o Sport conseguiu o título na decisão por pênaltis.
Leo Motta/JC Imagem

A decisão do Campeonato Pernambucano foi cheia de reviravoltas, pois houve expulsões, vantagem e virada durante os 90 minutos de jogo. No fim, o grito de 'é campeão' ficou com o Sport, após vencer nos pênaltis, por 4 a 3, na Ilha do Retiro, neste domingo (21), conquistando o 42º título da história do clube. Ouça os gols da partida e emoção das penalidades na voz do 'Garganta de Aço', Roberto Queiroz.

Ouça os gols da partida

Ouça a disputa de pênaltis

 

Início, confusão e gols

A partida começou com a atmosfera do torcedor rubro-negro na Ilha do Retiro em alta. Precisando do resultado, o Náutico buscava pressionar nos minutos iniciais. Aos poucos, o Sport matinha a posse de bola para esfriar os ânimos do adversários. Aos sete minutos, Hernane e Suéliton se envolveram em uma confusão fora do lance e, após de uma conversa com os auxiliares, o árbitro decidiu expulsar os atletas. Quando a bola voltou a rolar, o goleiro Bruno dividiu com Guilherme, dentro da área, e o pênalti foi marcado. O próprio Guilherme bateu e abriu o placar, aumentando a vantagem do Leão.

Poucos minutos depois, Guilherme caiu sentidores e foi substituído por Leandrinho. Com o resultado adverso, os alvirrubro tentavam fazer uma pressão, mas só chegaram na bola parada. Do outro lado, o Sport buscava aproveitar os espaços, entretanto, o jogo ficou truncado e as chances claras não apareciam.

A imprevisibilidade do futebol entrou em ação aos 39 minutos quando o zagueiro Diego Silva dividiu, ganhou a bola e arriscou o chute. Contando com um desvio em Danilo Pires, o Náutico empatou a partida. Os acréscimos trouxeram um ritmo acelerado a partida. Deu tempo do Sport ter um gol de Leandrinho anulado e de Wallace Pernambucano acertar a trave.

Segundo tempo

Os times voltarem do intervalo sem alterações e ninguém se arriscava no começo da segunda etapa. O jogo estava mais truncado, com muitas faltas laterais, e o ritmo do confronto não parecia mudar, conforme o tempo passava. A bola já rolava há 20 minutos no segundo tempo e nenhuma oportunidade clara era criada. Algo melhor para os mandantes, pois o empate era suficiente para ser campeão.

Um lance perigos só veio aparece aos 34 minutos quando Leandrinho arriscou de fora da área e a tentativa desviou em Assis e passou perto do gol de Bruno. Três minutos em seguida, Jímenez sobe na segunda trave e vira a partida para o Timbu. Nos acréscimos, Bruno salvou após um chute de Élton e evitou o empate. Sendo assim, com o 2 a 1 para o alvirrubro, o título pernambucano foi decidido nos pênaltis. Na disputa das penalidades, o Sport venceu por 4 a 3 e conquistou a taça. 

Ficha do jogo

Sport: Maílson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Ronaldo, Charles e Guilherme (Leandrinho); Luan (Élton), Ezequiel (Juninho) e Hernane Brocador. Técnico: Guto Ferreira.

Náutico: Bruno; Hereda, Diego Silva, Suéliton e Assis; Josa, Luiz Henrique e Danilo Pires (Jímenez); Robinho (Rafael Cisneros), Thiago (Rafael Oliveira) e Wallace Pernambucano. Técnico: Márcio Goiano.

Gols: Guilherme aos 17 do 1'T (S) e Diego Silva aos 39 do 1'T (N). Cartões amarelos: Luan, Adryelson, Leandrinho e Ronaldo (S); Diego Silva e Hereda (N). Cartões vermelhos: Hernane (S); Suéliton (N).

Local: Estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE). Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG). Assistentes: Kléber Lúcio Gil (FIFA-SC) e Alessandro Rocha Mattos (FIFA-BA).


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.