play_circle_outline
Bola Rolando

Ednaldo Santos

access_time

19:00

Movimento Esportivo

Ednaldo Santos

access_time

21:00

JC Esporte 10

Marcelo Araújo

play_circle_outline
Bola Rolando

Ednaldo Santos

access_time

19:00

Movimento Esportivo

Ednaldo Santos

access_time

21:00

JC Esporte 10

Marcelo Araújo

search close
NÁUTICO

Goleiro Bruno, do Náutico, é emprestado para o futebol português

Bruno realizou 71 partidas com a camisa alvirrubra e passará um ano no exterior

Rádio Jornal
JC Online

Por Klisman Gama da editoria de esportes do JC - O elenco do Náutico está perdendo uma peça importante nesta segunda-feira. O clube anunciou o empréstimo do goleiro Bruno para o Gil Vicente, de Portugal. Ele fica na equipe portuguesa até junho de 2020. Pelo Alvirrubro, Bruno realizou 71 jogos e conquistou o Campeonato Pernambucano de 2018, sendo uma das principais peças daquele elenco. Ao todo, desde as categorias de base, o atleta passou seis anos no Timbu. 

Sua estreia pelo profissional aconteceu em 2017 pela Série B quando o Náutico, já rebaixado, encarou a Luverdense. No ano passado, assumiu a meta no lugar de Jefferson, que havia se lesionado. Dali em diante, se firmou na posição e não largou mais. Foi um dos destaques na temporada, que por pouco não culminou com a volta para a Segunda Divisão. Neste ano, perdeu a vaga para Jefferson, que retornou de empréstimo, já na Terceirona. O último jogo do goleiro de 25 anos com a camisa alvirrubra foi no empate em 2 a 2 contra o Globo-RN, nos Aflitos. Em entrevista ao site oficial do Náutico, o goleiro comentou sobre sua despedida através de uma nota. 

Confira a nota na íntegra: 

"Fica a saudade pelas muitas coisas boas que passei por aqui. Tenho carinho enorme pelo clube, funcionários e torcedores, que sempre me apoiaram. É difícil falar e não se emocionar. Aqui vivi tudo na minha vida. Momentos difíceis, bons, excelentes, de glória. Agradeço muito a Deus por ter tido a oportunidade de trabalhar neste clube. Queria ter dado mais um título, mas infelizmente as coisas não são como a gente quer. Eu estou muito feliz e triste, ao mesmo tempo, por ter que deixar esse clube do jeito que está. Queria ter deixado na Série B. Dei o meu máximo, fiz de tudo, treinei. Mas infelizmente não conseguimos o tão esperado acesso. Mas creio em Deus que esse ano vai. Confio muito no trabalho dos meus companheiros e com certeza vamos conseguir voltar para a Série B.

Saio daqui levando só coisas boas. Todo o carinho que a torcida teve por mim. Todo o carinho especial que os funcionários tiveram por mim e a experiência de grandes profissionais que passaram por aqui. Júlio César, campeão do mundo, assim como Rodolpho, que me ajudou bastante. Jefferson nem se fala: meu amigo e irmão. Espero poder fazer tudo aquilo que fiz aqui no meu novo clube. Gratidão eterna pelo Náutico. Nunca vou esquecer desse time. Espero que eu possa ser uma referência para muitos. A gente que é da base sabe como é difícil subir. A pressão é grande. Espero que o Náutico possa revelar muito mais goleiros e eu ficarei muito feliz em ver isso acontecer novamente. Espero que sirva de exemplo as coisas boas que fiz. O Náutico terá um mais torcedor em Portugal”


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.