play_circle_outline
Rádio Livre

Anne Barreto e Rhaldney Santos

access_time

16:00

Balanço de Notícias

Wagner Gomes e Igor Maciel

access_time

18:00

A Hora do Ângelus

Ave Maria

play_circle_outline
Rádio Livre

Anne Barreto e Rhaldney Santos

access_time

16:00

Balanço de Notícias

Wagner Gomes e Igor Maciel

access_time

18:00

A Hora do Ângelus

Ave Maria

search close
FUTEBOL

Em confronto direto, Santa perde para o Sampaio e se distancia do G4

O tricolor do Arruda completou a quarta rodada seguida sem vencer na competição

Klisman Gama
Técnico Milton Mendes, do Santa Cruz.
Técnico Milton Mendes, do Santa Cruz.
Acervo/JC Imagem

A situação se torna cada vez mais complicada. Quarto jogo seguido sem vencer, sendo a terceira derrota neste período. O Santa Cruz foi perdeu para o Sampaio Corrêa por 1 a 0, no Maranhão, e segue cada vez mais distante do G4 do Grupo A da Série C. Com 17 pontos e na sétima colocação, o Tricolor fez o seu pior jogo desde que Milton Mendes assumiu a equipe. A marcação foi falha e ataque inoperante em um primeiro tempo bastante apagado. Com as alterações na segunda etapa, o time cresceu, mas não foi o suficiente para buscar pelo menos o empate. Com apenas um ponto conquistado dos últimos 12 disputados, a nova chance de tentar se recuperar será no dia 27 de julho, contra o ABC, às 17h, em Natal. 

O JOGO

Com bastante equilíbrio, muito por conta dos erros de passe e marcação forte, Sampaio Corrêa e Santa Cruz tiveram um começo morno. O único lance que destoou desta tônica foi um chute de Victor Lindenberg, logo aos cinco minutos. O estreante arriscou de fora da área e a bola explodiu no travessão de Andrey. No primeiro momento de falha de uma das defesas, o gol saiu. E o erro veio da marcação coral, aos 23 minutos. Os maranhenses trabalharam a bola desde o meio-campo. Roney recebeu pela esquerda, se livrou de dois marcadores com facilidade, invadiu a área para bater cruzado e abrir o placar. 

Após o gol, o Sampaio passou a mandar no jogo. Roney, autor do gol, infernizava o lado direito do Santa. Com a pressão imposta pelos donos da casa, Salatiel Júnior foi derrubado por Kadu dentro da área. Pênalti que o próprio camisa nove bateu, aos 38 minutos. Ele caminhou devagar para a bola e bateu sem muita força. Anderson caiu no canto direito e fez bela defesa. Burocrático, apresentando falhas de posicionamento e recomposição, além de não conseguir criar jogadas, o Tricolor teve um primeiro tempo para se esquecer em São Luís.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa complementar, o Santa Cruz conseguiu apresentar uma melhor organização. Apesar de lento para formar as linhas defensivas, conseguiu neutralizar a equipe do Sampaio Corrêa. Porém, o ataque seguiu nulo. Milton Mendes apostou na entrada de Everton na vaga de Allan Dias para melhorar a armação das jogadas. Algo que o Tricolor conseguiu. 

Aos 27 minutos, a melhor chance criada pelo Mais Querido no jogo, até então. Guilherme Queiróz recebeu de Everton e mandou uma bomba de pé direito, de primeira, da entrada da área. A bola passou raspando a trave direita de Andrey e assustou o time maranhense. O Sampaio chegou bem aos 32, com João Paulo. Ele carregou pela direita, driblando três adversários e bateu forte, por cima da meta de Anderson.

Em outra oportunidade das poucas criadas pelo Santa, Warley arriscou de fora da área aos 35 e o goleiro fez boa defesa, espalmando para escanteio. No decorrer do lance, aos 37 minutos, a Bolívia Querida teve um ótimo contra-ataque com João Paulo. Ele ganhou da defesa na velocidade, driblou Anderson e finalizou. Mas Cesinha, que acompanhou o lance, conseguiu salvar de carrinho. Aos 48, com Kauê ainda teve a chance de ampliar. Limpou do zagueiro e bateu forte, no canto, para grande defesa de Anderson, melhor do Tricolor em campo.

Confira o gol na voz do Garganta de Aço, Roberto Queiroz:

FICHA DO JOGO

Sampaio Corrêa: Andrey; Everton, Odair, Paulo Sérgio (Vitor) e Romano; Ferreira, Lucas Hulk (Capanema) e Rodrigo Andrade; Roney, João Paulo e Salatiel Júnior (Kauê). Técnico: João Brigatti.

Santa Cruz: Anderson; Cesinha, João Victor, Vitão e Victor Lindenberg; Lucas Gonçalves, Kadu e Allan Dias (Everton); Dudu (Guilherme Queiróz), Misael (Warley) e Pipico. Técnico: Milton Mendes. 

Gol: Roney (23’ do 1ºT) (SAM). Cartões amarelos: João Paulo (SAM); Cesinha, Vitão (SCZ). Árbitro:Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP). Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Enderson Emanoel Turbiani da Silva (ambos de SP). Local: estádio Castelão, em São Luís (MA).


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.