Sindicato dos professores de Caruaru apresenta denúncia contra escolas particulares


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/10/2012 às 13:17
Leitura:
Professores da Rede Particular de ensino de Caruaru não receberam os benefícios a que tiveram direito após demissão. É este o motivo da denúncia que foi feita pelo Sindicato dos Professores, o Sinpro, ao Ministério do Trabalho. Cerca de oito escolas particulares não recolheram o FGTS e INSS dos seus ex-funcionários. Ao ver o saldo do Fundo de Garantia, os professores perceberam que o valor não havia sido creditado. Cada caso está sendo investigado pela Justiça do Trabalho. Antônio Trajano, presidente do Sinpro, explica a situação dos professores. Confira na reportagem de Michele Veloso:

Mais Lidas