Animais sofrem por causa da superlotação em abrigos de Caruaru


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/12/2013 às 12:47
Leitura:
Da Rádio Jornal Caruaru Atualizado às 13h16 Foto: Reprodução/ ONG Uderva Caruaru Foto: Reprodução/ ONG Uderva Caruaru Em caruaru, no Agreste de Pernambuco, é comum encontrar animais soltos pelas ruas, na maioria das vezes em situação de abandono. Muitos deles são levados para a União em defesa e respeito à vida animal (Uderva), ONG que atua na cidade há 5 anos. Lá eles são higienizados, passam por veterinário, são alimentados e recebem abrigo. Porém o abrigo está lotado e já não há mais espaço para abrigar novos animais. Em abrigos espalhados pela cidade, em casas de amigos e parentes dos membros da ONG já estão abrigados 110 cachorros e 78 gatos. Há cinco meses foi criada pela prefeitura a Gerência de Proteção dos Animais, que abriga 60 gatos e 50 cachorros. De acordo com o gerente de proteção dos animais, Fagner Fernandes, o canil é rotativo, esta com capacidade máxima e não ha intenção para ampliar, pois a política não é recolher os animais da rua, mas prepará-los para adoção.

Mais Lidas