LIMOEIRO

Princípio de rebelião em penitenciária deixa seis feridos

O motim foi registrado na tarde deste sábado (17), durante a visita conjugal

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/01/2015 às 9:22

Um princípio de rebelião foi registrado, durante a visita conjugal, na Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro, na tarde deste sábado (17). Segundo a direção da unidade, o motim realizado no Pavilhão D, que comporta mais de 200 presos, foi possivelmente causado pelo confronto entre duas facções da penitenciária.

Na confusão, seis pessoas foram feridas, por pancadas e cortes provocados por armas artesanais. Dois agentes penitenciários, com apoio de detentos de melhor comportamento, retiraram as visitas e conseguiram controlar o motim.

A direção da unidade informou que os feridos passaram por cirurgia e continuam sob custódia. De acordo com informações coletadas na direção da unidade prisional, agentes penitenciários que moram na cidade foram acionados para dar apoio e impedir que a situação saísse de controle em outros pavilhões.

Atualmente, a penitenciária de Limoeiro abriga mais de 1.400 detentos, mas sua capacidade é de apenas 480 presos. Apesar do motim, neste domingo (18) a visita semanal aconteceu normalmente.

Escute a reportagem de Alfredo Neto, da Rádio Jornal Limoeiro: