PETROLINA

Trabalhadores rurais ameaçam paralisar atividades

Desde o ano passado, os quase 120.000 trabalhadores rurais do Vale do São Francisco, estão insatisfeitos com os salários

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/01/2015 às 10:00

Desde o ano passado, os quase 120.000 trabalhadores rurais do Vale do São Francisco, estão insatisfeitos com os salários. Por isso, o sindicato da classe tem realizado negociações para a campanha salarial de 2015. A próxima reunião está agendada para esta quarta-feira (28), em Petrolina.

Contudo, caso não seja feito um acordo com a classe patronal, os trabalhadores ameaçam fazer uma paralisação. "Se hoje e amanhã nós não tivermos sinal de avanço nas negociações, aí sim, vamos fazer uma assembleia e mobilizar os trabalhadores para uma greve", diz o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais em Petrolina, Fancisco Pascoal.

Os trabalhadores reivindicam uma salário de R$ 855, para tratoristas e irrigantes, o dobro, e para os demais trabalhadores, que ganham acima do piso salarial, um ajuste de 12%. São reivindicados também o pagamento na última sexta-feira do mês, alimentação no local de trabalho e fornecimento de cestas básicas.

Escute mais informações na reportagem de Marco Aurélio, da Rádio Jornal Petrolina: