MOBILIZAÇÃO

Profissionais de transporte escolar paralizam as atividades em Petrolina

Categoria informa que os salários estão atrasados desde o mês de novembro de 2014. Sete mil alunos devem ser afetados.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/02/2015 às 11:12

Os prestadores de serviço do transporte escolar da cidade de Petrolina, no Sertão pernambucano, paralizam as atividades nesta terça-feira (24), em protesto contra o atraso de pagamentos. Segundo a categoria, a remuneração está atrasada desde o mês de novembro de 2014. Mais de 100 profissionais devem aderir à mobilização.

O secretário de Educação de Petrolina, Heitor Leite, afirmou que providências estão sendo tomadas para efetuar os pagamentos em breve. O transporte escolar da cidade atende cerca de sete mil alunos, em 130 linhas. ouça mais informações na voz de Marco Aurélio, da Rádio Jornal Petrolina: