CORRUPÇÃO

Prefeito de Glória do Goitá é investigado pelo MP-PE e PF


Zenilton Miranda (PTB) é acusado de falsificar notas fiscais e usar receituário médico para doar materiais de construção em troca de votos.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/03/2015 às 10:13
Leitura:
Receita doando tijolos e cimento. Foto: Jerônimo Guerra/Cortesia


O Ministério Público de Pernambuco (MP-PE) e a Polícia Federal (PF) iniciaram uma investigação contra o Prefeito Zenilton Miranda (PTB), de Glória do Goitá, cidade da Zona da Mata pernambucana. Também serão investigadas duas ex-secretárias e uma atual titular de pasta municipal. Sob o grupo, pesa a suspeita de falsificação de notas fiscais. O prefeito também é acusado de comprar votos com materiais de construção.

As notas fiscais de prestação de serviços eram adulteradas para o desvio de recursos públicos. O serviço não era prestado e o dinheiro era dado aos prestadores, que ficaram com um percentual e depois devolviam o dinheiro diretamente para as secretárias envolvidas no esquema de corrupção.

Além de participar do esquema, pesa sobre Zenilton Miranda a suspeita de doar materiais de construção em troca de votos nas eleições do ano passado. O prefeito, que também é médico, usava os receituários do hospital público da cidade, para formalizar as doações. Os materiais eram retirados do armazém da cidade.


Mais Lidas