FALTA DE ESTRUTURA

Racionamento de água causa transtornos em Garanhuns


Em Limoeiro, o desperdício de água ao lado do reservatório da Compesa está revoltando moradores.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/04/2015 às 12:17
Leitura:

A população da Garanhuns, Agreste de Pernambuco, sofre há cerca de duas semanas com o retorno dos racionamentos de água. O motivo é a quebra de uma máquina em uma das barragens de Garanhuns, aliada a vários estouramentos na tubulação. Segundo a Compesa, grande parte da tubulação da cidade é muito antiga, com, em média, 40 anos de uso.

A compesa divulgou um cronograma, onde os bairros ficam dois dias com água e quatro dias sem. Mas o documento não está sendo respeitado e algumas localidades chegam a ficar duas semanas sem água nas torneiras.


No município de Limoeiro, também do Agreste pernambucano, o período de estiagem está provocando racionamentos. Dificultando a situação, a barragem de Palmeirinha não abastece mais a cidade. Mas o desperdício de água, principalmente nos bairros que ficam às margens da Serra do Redentor, vem revoltando os moradores. Ao lado do reservatório da Compesa, ouvintes denunciaram o desperdício. Ouça mais informações na voz de Alfredo Neto:


Mais Lidas