CRISE

Em protesto, atividades da UPE de Petrolina paralisam por 24 horas


Um dos motivos da paralisação é o corte de 45% das verbas estaduais para a universidade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/05/2015 às 9:15
Leitura:

Cerca de três mil alunos da Universidade de Pernambuco (UPE) ficarão sem aula nesta quarta-feira (20). A paralisação de advertência foi decidida após assembleia entre alunos, docentes e servidores para cobrar melhorias para a instituição. Entre a principal reclamação, o corte de 45% das verbas estaduais destinadas à universidade.

O Presidente da Seção Sindical dos Docentes da UPE (Adupe), Sérgio Galdino, afirma que um dos principais problemas da UPE de Petrolina são os professores contratados que não são concursados. Segundo ele, esses docentes só receberam seus salários na última sexta-feira.

Nesta quarta, representantes de todos os campi participarão de uma passeata até o Palácio do Campo das Princesas, na Capital, para entregar ao Governador uma pauta com as reivindicações. Uma nova assembleia está marcada para a tarde desta quinta-feira (20).

Confira matéria completa na voz de Marco Aurélio, para a Rádio Jornal Petrolina:


Mais Lidas