AGRESTE-SERTÃO

Seca preocupa e traz obras emergenciais para o Agreste e o Sertão


A Barragem de Jucazinho, em Surubim, e a Barragem do Chinelo, em Caraíba, atingiram o volume morto

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/07/2015 às 8:48
Leitura:
No Sertão, a Barragem do Chinelo quase não tem água
Foto: Reprodução / Blog do Itamar

A Companhia de Saneamento de Pernambuco (Compesa) deu início a uma obra emergencial em Caruaru, com a intenção de minimizar os efeitos das poucas chuvas nas barragens do Agreste e socorrer a barragem de Jucazinho, localizada em Surubim.

A obra vai permitir que a companhia utilize o volume morto de Jucazinho, que está prestes a ser atingido. Para retirar Caruaru do sistema de Jucazinho e garantir o abastecimento da cidade, a Compesa realizará outra obra, que vai permitir a inversão do fluxo de água na estação de tratamento do bairro de Petrópolis para a estação de tratamento de Salgado.

Confira matéria completa na voz de Jaciara Fernandes, para a Rádio Jornal Caruaru:

No Sertão do Pajeú, a Seca também preocupa: em Caraíba não há mais água na Barragem do Chinelo. Os ribeirinhos, criadores de bovinos e pequenos irrigantes estão com dificuldade de manter seu sustento. O que salva o município de uma situação pior é a ação da adutora do Pajeú, que abastece a cidade. O pouco da água que resta abastece, em forma de rodízio, Tuparetama, Ingazeira, Jabitacá e São José do Egito.

Confira matéria completa na voz de Anchieta Santos, para a Rádio Pajeú:


Mais Lidas