Bienal

Começa hoje a primeira Bienal do Livro de Limoeiro


A programação conta com palestras, lançamentos de livros, apresentações culturais e debates, além de um espaço destinado ao público infantil

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/08/2015 às 10:18
Leitura:


De hoje (12) até o próximo domingo (16), Limoeiro vivencia a sua primeira Bienal do Livro. O evento é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e a Associação das Distribuidoras de Livros do Nordeste (Andelivros), contemplando mais de 40 cidades da Mata Norte e do Agreste Setentrional.

A primeira edição da Bienal homenageia pai e filho. Em memória, o professor Antônio de Souza Vilaça e o Ministro Marcos Vinicius Vilaça, que inclusive, participa da abertura, hoje a noite, do centro cultural que tem o nome dele.

A programação conta com palestras, lançamentos de livros, apresentações culturais e debates, além de um espaço destinado ao público infantil. Entre os convidados estão a sexóloga Laura Muller, o cantor e compositor Maciel Melo, o escritor Raimundo Carreiro e o comunicador Maciel Junior, integrante do Escrete de Ouro da Rádio Jornal.

A secretária de educação de Limoeiro, Rozégera Ramos, destacou a importância da Bienal para o fortalecimento da eduação no interior. "Acredito que, a partir do momento em que o poder executivo municipal define como prioridade máxima a formação de adolescentes e jovens leitores, que é o grande desafio e a grande meta prevista no Plano Nacional de Educação, e é a grande dificuldade para se atingir o índice de desenvolvimento da educação básica com primor, a gente coloca como uma das diretrizes maiores para o Plano Municipal, exatamente essa composição e essa formação. A Bienal tem exatamente a concordância para o atingimento dessa meta, pois, através da Bienal, com certeza conseguiremos motivar e estimular muito mais os nossos alunos, não só de Limoeiro, mas de toda uma região", disse.

O prefeito de Limoeiro, Thiago Cavalcante, falou das ações que foram tomadas para que o evento pudesse acontecer pela primeira vez na cidade. "A Bienal é um evento que não foi fácil, não está sendo fácil, sobretudo com as dificuldades financeiras que os municípios têm enfrentado, mas mais uma vez fomos atrás das parcerias e graças a Deus está saindo um evento maior do que eu esperava até. É um evento que vai levar a cultura de Limoeiro, a literatura, a educação de Limoeiro tem a engrandecer com esse evento", afirmou.

Outro detalhe é que alunos e professores de Limoeiro receberão bônus para comprar livros durante a primeira Bienal.

Confira o flash de Afredo Neto:


Mais Lidas