AGRESTE

Polícia acredita que explosão de caixas em Taquaritinga foi realizada por quadrilha que atua há algum tempo


A quantia levada pela quadrilha ainda não foi confirmada

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/09/2015 às 14:53
Leitura:

Foto: Reprodução TV Jornal


A população de Taquaritinga do Norte, no Agreste, ainda respira medo após a explosão que aconteceu a caixas eletrônicos do Banco do Brasil da cidade. Durante a manhã desta terça-feira (1°), os moradores puderam ver como tudo ocorreu, já que por toda parte tem marcas de tiros, como na Igreja Matriz, que não escapou da mira dos criminosos. Os tiros atingiram as paredes e a torre.

A Polícia Civil não concedeu entrevista sobre o assunto, mas acredita que trata-se de uma quadrilha que atua há algum tempo, pela organização da ação. A explosão aconteceu com dinamites. Um veículo que estava estacionado próximo ao banco também foi atingido. Quatro carros foram utilizados pelos suspeitos.

Para dificultar o trabalho da Polícia, um veículo foi deixado na porta da Delegacia e outro em frente à igreja. Para evitar qualquer ação na porta da cidade, grampos foram jogados para dificultar o acesso. Em outra entrada do município, árvores também foram colocadas.

Na fuga, um veículo com placa de Campina Grande foi abandonado e uma pessoa foi feita refém, e em seguida, foi liberada. Até o momento, ninguém foi preso e não se sabe a quantia em dinheiro que foi roubada.

Ouça a reportagem de Núbia Silva:


Mais Lidas