OPERAÇÃO CARONA

Polícia Federal pede afastamento do prefeito de Glória do Goitá


O documento foi entregue ao presidente da Câmara, Lívio Amorim, do PR, que deverá cumprir o afastamento do prefeito

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/10/2015 às 9:03
Leitura:
Foto: Diego Nigro / JC Imagem

A Polícia Federal de Pernambuco entregou na quinta-feira um ofício na Câmara de Vereadores de Glória do Goitá, exigindo o afastamento do prefeito Genildo Miranda Vieira, do PTB. O gestor foi indiciado por lavagem de dinheiro na Operação Carona, que investiga prefeituras do interior do estado por suposta prática de cartél e fraude em licitações no transporte escolar.

O documento foi entregue ao presidente da Câmara, Lívio Amorim, do PR, que deverá cumprir o afastamento do prefeito. Duas empresas de locação de veículos estão sendo investigadas. Elas teriam recebido mais de R$ 50 milhões de verba pública do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar do Ministerio da Educação.

Confira os detalhes no flash de Ramos Silva:

O vice-prefeito, Manoel Teixeira, do PSC, que é rompido com o prefeito, deve assumir o cargo. As prefeituras de Limoeiro e Passira, no Agreste, também estão sendo investigadas. Outras 10 estariam envolvidas e serão analisadas pela policia federal nos proximos meses.


Mais Lidas