GASTOS

Prefeitura de Bom Jardim recebe alerta do Tribunal de Contas de Pernambuco


O TCE alertou o prefeito de que o montante de despesas com o pessoal do Poder Executivo de Bom Jardim ultrapassou os 57% da receita corrente líquida

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/10/2015 às 9:55
Leitura:
Foto: Reprodução / Internet


A Prefeitura Municipal de Bom Jardim contratou mais servidores do que devia. Esta foi a análise do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco. Através do ofício 292/2015, datado em 21 de setembro, o TCE alertou o prefeito Miguel Barbosa que o montante de despesas com o pessoal do Poder Executivo de Bom Jardim, ultrapassou os 57% da receita corrente líquida, correspondendo a 107,24% do seu limite de gastos com pagamento de pessoal em 2015.

Confira os detalhes no flash de Alfredo Neto, da Rádio Jornal Limoeiro:

Com o alerta do Tribunal, o prefeito de Bom Jardim fica impossibilitado de oferecer concessão de vantagem a servidores, criação de cargos, emprego ou função, e fica proibida a admissão e contratação de pessoal. O TCE ainda determina que a admnistração municipal deve reduzir em pelo menos 20% das despesas com pessoal contratado e em função de confiança. Até o momento, o prefeito ainda não se pronunciou sobre o ofício.


Mais Lidas