SANHARÓ

Mães não perdoam professora acusada de colocar tranquilizante no suco de crianças em escola de Sanharó


As aulas foram retomadas, mas os pais estão assustados com o ocorrido

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/10/2015 às 9:13
Leitura:

A última vítima internada recebeu alta da Unidade Mista João XXIII, no centro da cidade, nesta quinta-feira. Nove alunos entre cinco e sete anos precisaram de atendimento médico após apresentar dor de cabeça, tontura, enjôo e sonolência.

As aulas na Escola Municipal Nilza Leite Avelino foram retomadas, mas os pais estão assustados com o ocorrido. A Prefeitura de Sanharó abiru sindicância. A professira está afastada das atividades de sala de aula, e hoje ela deve depor na delegacia.

A mãe de uma estudante, a dona de casa Maria da Soledade, culpa a educadora por qualquer sequela. Confira o que ela fala no áudio abaixo:

É grande a expectativa pelo depoimento da professora, identificada como Neide. Ela será ouvida na delegacia local, pelo delegado José Revelino, na cidade de Belo Jardim. A professora é concursada da Prefeitura desde 1998, já trabalhou em várias escolas da Zona Rural, e recentemente tinha sido tranferida para a escola onde aconteceu o episódio.

Confira os detalhes do flash de Núbia Silva, da Rádio Jornal Caruaru:


Mais Lidas