VIROSE

Moradores de Jataúba, no Agreste, sofrem com surto de virose


Não é dificil encontrar moradores se queixando de fortes dores nas articulações, fraqueza e vômito

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/10/2015 às 9:47
Leitura:
Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Há pelo menos quatro meses, a população de Jataúba, Agreste pernambucano, vem reclamando do aumento de focos do mosquito da dengue. Muitos estão com suspeita de dengue, zika e Chikungunya, e não é dificil encontrar moradores se queixando de fortes dores nas articulações, fraqueza e vômito.

No ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 14 casos de dengue, neste ano, ainda não existe um levantamento, mas o número de pessoas atendidas no hospital local apresentando os sintomas já ultrapassa 300. Confira os detalhes no flash de Jaciara Fernandes, da Rádio Jornal Caruaru:

Outro problema é que o Sistema Único de Saúde, SUS, não arca com as despesas para os exames de Zika e Chikungunya, e os procedimentos na rede particular custam até R$1.200. A guerra contra o aedes aegypti pode estar longe de ser vencida.


Mais Lidas