PETROLINA

Menino de 9 anos foi estuprado e asfixiado antes de ser jogado dentro de canal, diz Polícia


Wallison Pedro Souza de Sá desapareceu no dia das crianças e foi encontrado morto dois dias depois. De acordo com a Polícia, duas pessoas participaram do crime

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/10/2015 às 8:19
Leitura:
Foto: reprodução/site Carlos Britto

Reportagem de Marco Aurélio

O menino Wallison Pedro Souza de Sá, de 9 anos, havia desaparecido na última segunda-feira (12) da Praça da Sementeira, no bairro Gercino Coelho, em Petrolina, Sertão de Pernambuco. O corpo da criança foi encontrado por moradores no fim da tarde dessa quarta-feira (14) dentro de um canal de acesso à lagoa conhecida como Mané dos Arroz, no bairro Antônio Cassimiro, na Zona Norte da cidade.

De acordo com a Polícia Wallison Pedro teria sido estuprado, asfixiado e depois jogado no canal. O corpo de menino está no Instituto de Medicina Legal de Petrolina. A liberação para sepultamento deve acontecer ainda hoje.

A queixa do desaparecimento foi feita pela mãe, Maria dos Anjos. O pai de Wallison, o gesseiro José Ricardo Pereira de Sá, conta que não quis acreditar que o filho estivesse morto. “A gente estava torcendo que não fosse ele [...]. Os irmãos ajudaram a identificar por que eu mesmo não estava reconhecendo pela deformidade do corpo[...] aí eu olhei de perto e vi que era ele mesmo”, conta o pai.


Vídeo mostra prisão do suspeito de matar criança em Petrolina. Imagens: divulgação/Polícia Civil

A Polícia prendeu prendeu José Cícero da Silva, de 43 anos, suspeito de praticar o crime e apreendeu um menor suspeito de envolvimento no caso. José Cícero era morador de rua e já havia cumprido pena pelo assassinato de uma mulher em Santa Maria da Boa Vista, também no Sertão Pernambucano, e pela filha dela. Ele também é suspeito de um abusar sexualmente e matar uma criança na mesma cidade, onde também teria se livrado de um corpo a pedido de um conhecido.

O repórter Roberto Queiroz apurou ainda que José Cícero é suspeito de estuprar um de seus netos, que tinha nove anos. Ele confessou quatro estupros seguidos de morte. Para matar Wallison Pedro, o morador de rua contou com a ajuda de um adolescente, que também teria estuprado a criança.

Durante coletiva de imprensa, a delegada responsável pelo caso, Poliana Néri, explica que as buscas por Wallison Pedro começaram logo após a denúncia da mãe. José Cícero foi preso e assumiu o crime. Ouça a entrevista completa:

Em Petrolina, José Cícero vai responder por outros dois estupros de vulnerável. No caso de Wallison, o suspeito vai responder por homicídio triplamente qualificado e estupro de vunerável. Um levantamento dos casos de crianças desaparecidas será feito nas cidades em que José Cícero passou para averiguar a possibilidade de envolvimento em outros casos.


Mais Lidas