FALECIMENTO

Sertão de luto com a morte do ex-deputado federal petrolinense Osvaldo Coelho


O velório de Osvaldo Coelho acontece nesta tarde na biblioteca da Univasf, no Centro de Petrolina.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/11/2015 às 8:26
Leitura:
Foto: Arquivo/JC Imagem

O ex-deputado federal Osvaldo Coelho faleceu na noite deste domingo (1º), na residência da família do Recife em decorrência de um ataque cardíaco. Ele deixa a viúva Ana Maria Cruz de Souza Coelho, com quem estava casado há 55 anos, tinha seis filhos e doze netos. O velório de Osvaldo Coelho deve começar por volta das 12h na biblioteca da Univasf, no Centro de Petrolina.

A profissão de advogado passou despercebida diante da trajetória política de quarenta e quatro anos. Três mandatos na Assembleia Legislativa de Pernambuco e oito na Câmara de Deputados, em Brasília.

A defesa de Petrolina e Região do Semiárido foi uma das bandeiras de luta do também empresário e pecuarista. A implantação da Universidade Federal do Vale do São Francisco Univasf também é considerada uma conquista do ex-político.

Em entrevista ao programa palavra aberta, da Rádio Câmara em janeiro deste ano, Osvaldo Coelho fazia uma retrospectiva. Em outro trecho da entrevista que concedeu ao deixar à Câmara, o ex-deputado federal analisava o cenário nacional:

Políticos emitiram notas de pesar, entre eles o Governador do Estado Paulo Câmara, o senador Fernando Bezerra Coelho, o prefeito de Petrolina Julio Lóssio e os deputados federais Mendonça Filho e Fernando Filho. Jarbas Vasconcelos conversou com Geraldo Freire sobre a convivência com Osvaldo Coelho:


Mais Lidas