SAÚDE

Médicos de Caruaru decidem em assembleia se paralisam atividades


O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) e o Conselho Regional de Medicina (Cremepe) negociam com a Prefeitura de Caruaru a recomposição salarial para este ano de 2015

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/11/2015 às 8:38
Leitura:
Foto: Reprodução Internet


Médicos da Rede Municipal de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, podem decretar estado de greve. A decisão sairá de assembleia geral extraordinária que acontece nesta terça-feira (10). O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) e o Conselho Regional de Medicina (Cremepe) negociam com a Prefeitura de Caruaru a recomposição salarial para este ano de 2015.

Após várias reuniões de negociação, ficou acordado e aprovado em assembleia geral da categoria um reajuste de 8,5%, entretanto, segundo os médicos, o Governo Municipal se recusou a assinar o termo de acordo de compromisso, já assinado pelos representantes do Sindicato e Conselho, informando que não cumprirá os pactos oficiais firmados em mesa de negociação. Isso também inclui a recomposição salarial e ainda redução das gratificações.

O Simepe convoca todos os médicos vinculados a Rede Municipal de Saúde para a assembleia que começa às 19h, na Sociedade de Medicina de Caruaru.

Ouça a reportagem de Jaciara Fernandes:


Mais Lidas