ESTIAGEM

Estado apresenta projeto da Adutora de Pirangi ao Banco Mundial


As obras estão previstas para iniciar em janeiro de 2016

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/11/2015 às 11:43
Leitura:
Foto: Reprodução/Coluna JC Negócios

Por causa da estiagem prolongada e baixas estimativas de chuva no Agreste pernambucano, o Governo do Estado apresentou ao Banco Mundial um projeto da Adutora de Pirangi, orçado em R$ 60 milhões. O sistema Pirangi mandará água para Caruaru e de lá deverá ser enviada para Santa Cruz através da tubulação da Adutora do Agreste.

Uma das medidas a curto prazo é levar a água do Rio da Prata em Catende, na Zona da Mata Sul até o Sistema do Prata. Desta forma, cidades como Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe teriam água por mais tempo.

Parte do projeto foi apresentado nesta segunda-feira (16), para que as obras tenham início em janeiro de 2016. O presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento, Roberto Tavares, afirma que a questão hídrica tem sido tratada como prioridade. Ouça abaixo:


Mais Lidas