OPERAÇÃO HIPOCRATES

Médico volta à prisão em Caruaru um dia após liberação da Justiça


Bartolomeu Bueno da Motta foi preso durante a Operação Hipócrates e a decisão afeta outros dois indiciados

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/12/2015 às 16:03
Leitura:

Foto: Reprodução TV Jornal

O médico Bartolomeu Bueno da Motta voltou à Penitenciaria Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, um dia após ter sido liberado. A decisão foi do juiz titular da Primeira Vara Criminal, Elísio de Freitas.

A decisão atinge também a outros indiciados na operação Hipócrates, o médico Pablo Thiago e o vereador de Tacaimbó, conhecido como Cláuidio do Gesso. Os dois tinham sido beneficiados com a decisão da juíza substituta Orleide Rosélia Nascimento que determinou a prisão domiciliar e a absolvição do medico Bartolomeu Bueno da Motta.

O delegado Sérgio Moura, gestor de Controle Operacional, explica. “O mandando de prisão foi expedido, a equipe da Polícia Civil foi até a casa do réu e o prenderam sem problema. Não foi registrada nenhuma reação do médico”.


Confira a reportagem de Jaciara Fernandes:


Mais Lidas