AGRESTE

Vereadores de Caruaru dão expediente fora de gabinete por problemas estruturais na Câmara


De acordo com o procurador da Câmara, a empresa responsável pela reforma mais recente usou materiais de baixa qualidade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/02/2016 às 9:02
Leitura:

Em Caruaru, no Agreste do estado, vereadores estão tendo que trabalhar fora do gabinete, por causa de problemas estruturais no prédio da Câmara. De acordo com o parlamentar Jajá, a reforma mais recente na Casa Jornalista José Carlos Florêncio custou quase R$ 400 mil reais e, segundo ele, foram pagos materiais de boa qualidade, mas, na construção, foram utilizados materiais mais baratos e menos resistentes.

Segundo Jajá, o gabinete em que ele trabalha está com as portas quebradas e tem mofo em diversas partes. “A Câmara passa por reformas anualmente, mas infelizmente vou ter que me afastar por alguns dias do gabinete, tendo que atender as pessoas na frente da câmara, nos corredores ou nos gabinetes de amigos”, reclamou o vereador.

O procurador da Câmara de Vereadores de Caruaru, Cláudio Cumaru, disse que providências já estão sendo tomadas, na tentativa de solucionar o problema. Segundo ele, uma ação judicial foi movida contra a empresa responsável pelas obras de reforma. “O contrato diz que a empresa é responsável, inclusive depois da obra, por qualquer eventual problema estrutural. Reparamos que não existe apenas um problema estrutural, mas vários”, afirma o promotor.


Mais Lidas