AEDES AEGYPTI

Pacientes com sintomas de arboviroses lotam hospitais de Exu, no Sertão


No município, foram notificados 841 casos de dengue, 23 de chikungunya e duas de zika

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/02/2016 às 8:36
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet

Em Exu, no Sertão pernambucano, muitos moradores estão procurando unidades de saúde e hospitais da cidade, reclamando de sintomas comuns às arbovirose. A dengue, chikungunya e zika, transmitidas pelo mosquito aedes aegypti.

No Hospital José Pinto Saraiva, a movimentação de pessoas aguardando atendimento é grande. O diretor clínico da unidade, Jean Saraiva, comenta que a demanda de pacientes aumentou bastante em relação ao ano de 2015. Antes, a média era de 60 atendimentos por dia, chegando hoje a passar de 270 atendimentos diários.

O último levantamento que aponta o índice de infestação predial pelo aedes aegypti chegou a 7,5% no município. De acordo com o Ministério da Saúde, quando o índice chega a 4%, já oferece risco de surto das doenças transmitidas pelo mosquito. O coordenador municipal de Vigilância em Saúde de Exu, Fernando Parente, informou que o município tem 841 notificações de dengue, 23 de chikungunya e duas de zika.

Além disso, na cidade foram notificados 12 casos de microcefalia associada ao vírus zika.


Mais Lidas