LOTAÇÃO

MPPE vai agilizar atendimento na rede privada de Caruaru para pacientes com dengue, chicungunha e zika


Recomendação detalhada do Ministério Público deve sair até o final da semana. Procon vai fiscalizar o atendimento.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/03/2016 às 9:17
Leitura:
Reprodução/Internet


As unidades de serviço de urgência e emergência da rede privada de saúde de Caruaru, no Agreste do Estado, chamaram a atenção do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) na última semana. As condições dos pacientes que possuem plano de saúde são semelhantes à situação pela qual passam os da rede pública. O tempo de espera na emergência para pessoas com suspeita de dengue, zika e chicungunha pode chegar a até seis horas.

Após uma reunião realizada com representantes de todas as unidades que apontaram um grande número de pacientes com arboviroses, ficou definido que o MPPE vai expedir até o fim dessa semana uma recomendação detalhada do que será cobrado e fiscalizado pelo órgão para que o atendimento seja digno ao usuário de plano de saúde.

Para garantir que as medidas sejam cumpridas, o Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (Procon) vai intensificar a fiscalização nas unidades de saúde. Confira mais detalhes na reportagem completa de Jaciara Fernandes.


Mais Lidas