ARBOVIROSES

95% dos idosos de distrito caruaruense sofrem com chicungunha


A última vez que a população de Itaúna recebeu visita de agentes de endemias foi em dezembro de 2015

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/03/2016 às 10:41
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet

A saúde pública de Caruaru, no Agreste do Estado, está num momento difícil. No distrito de Itaúna, 95% dos moradores acima dos 60 anos já tiveram ou estão com chicungunha. A doença causada pelo mosquito Aedes aegypti está deixando a população com medo. Segundo o Ministério da Saúde, pacientes idosos devem redobrar os cuidados na prevenção e tratamento, já que os riscos de agravamento no quadro clínico são 12 vezes mais altos que em jovens ou crianças.

A principal reclamação das vítimas da doença é dor no corpo recorrente. Alguns idosos chegam a se afastar do trabalho em decorrência dos sintomas. Para o diretor de Vigilância em Saúde no município, Paulo Florêncio, os moradores da região também fazem o quadro piorar ao criar novos focos do mosquito Aedes. A última vez que um mutirão de agentes de endemias esteve em Itaúna foi em dezembro de 2015. Confira mais detalhes na reportagem de Núbia Silva:


Mais Lidas