CONCURSADOS

Servidores de Garanhuns entram na justiça por cumprimento correto de carga horária


Lei Estadual determina que concursados tenham carga diária de seis horas, mas a Prefeitura do município exige oito

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/03/2016 às 8:58
Leitura:
Reprodução/Internet


O mais recente grupo de servidores de Garanhuns, no Agreste do Estado, que tomou posse após o último concurso realizado, já ingressou com uma ação na Vara da Fazenda Pública. Eles exigem exercer a carga horária prevista na Lei 6.123, que é de seis horas diárias e 30 horas semanais.

Os servidores, que atuam nos cargos de jardineiro, agentes de endemias, agentes de disciplina, entre outras funções, afirmam, porém, que a Prefeitura de Garanhuns os obriga a trabalhar oito horas diárias. Segundo o órgão, a exigência de oito horas estava prevista no edital do concurso.

A Lei que rege o Estado, entretanto, informa que a carga correta é de seis horas por dia. O presidente do sindicato da categoria, Luciano Florêncio, informa que o que deve ser regido é a questão estadual. Saiba mais na reportagem de Eduardo Peixoto:


Mais Lidas