GUARDIÃO

Dispositivo de segurança veicular que evita mortes de crianças é desenvolvido no Agreste

Professores e estudantes criaram sensor que detecta se a criança for esquecida dentro de carro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/04/2016 às 10:50
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet


Uma equipe da escola do Senai Caruaru, no Agreste do Estado, desenvolveu um dispositivo veicular de segurança para crianças que está sendo chamado de "Guardião". A ideia é evitar mortes de bebês esquecidos por pais nos carros. O projeto foi idealizado pelos professores Jeferson Anailson, do curso de Manutenção Automotiva, e Kleber Thiago, da área de Eletromecânica, juntamente com dois alunos.

Embora não exista nenhuma estatística sobre casos de crianças esquecidas em carros no Brasil, é comum a mídia divulgar esse tipo de tragédia. O principal objetivo do Guardião é evitar que mais vidas sejam perdidas em acidentes familiares. O projeto funciona com a instalação de uma central no carro, que recebe sinais da ignição e do cinto de segurança da cadeirinha da criança. Os sinais são interpretados e processados para manter a segurança.

Se o cinto da criança não for tirado, a central vai abaixar os vidros do carro e acionar sinais luminosos para chamar a atenção de pessoas nos entornos. O projeto foi premiado no Inova Pernambuco, ocorrido em março, e vai competir na edição nacional do prêmio. A fabricação do Guardião ainda não está sendo feita em larga escala, mas a ideia é conseguir recursos para que a população tenha acesso ao equipamento. Saiba mais na reportagem de Jaciara Fernandes:

Mais Lidas