CRISE

Construção Civil é um dos setores que mais desemprega no Agreste


De 4.500 associados ao setor em Caruaru, restam apenas 2.800 empregados

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/04/2016 às 9:26
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet


A crise econômica que assola o Brasil não deixou Caruaru, no Agreste pernambucano, de fora, inclusive no desemprego. O setor da Construção Civil, que até pouco tempo era um dos setores que mais empregava no município, vem enfrentando seu pior momento.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintrecon), dos 4.500 associados restam apenas 2.800 que ainda se mantém empregados. O presidente regional do Sintrecon, Luís Henrique, considera o cenário preocupante. Não é só esse setor que vem fechando vagas de trabalho: segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, o setor da Indústria de Transformação já dispensou 1.232 trabalhadores só em 2016.

As perspectivas do Ministério não são boas para um futuro próximo. O prazo mínimo para uma mudança positiva acontecer é 2017. Saiba mais na reportagem de Jaciara Fernandes:


Mais Lidas