Prefeituras da Mata Norte estão na mira do TCE

68% das cidades de Pernambuco extrapolam o limite máximo de gastos com pessoal e a situação mais grave é na Zona da Mata

RECEITAS

Da Rádio Jornal

Foto: JC Imagem


 Um estudo do Tribunal de Contas do Estado (TCE) referente ao segundo semestre de 2015 aponta que 68% das cidades pernambucanas extrapolam o limite máximo de gastos com pessoal. Segundo o índice, dos 184 municípios do Estado, 126 estão com mais de 54% das receitas comprometidas com a folha de pagamento.

A situação mais grave é em Itaquitinga, na Zona da Mata, com o prefeito Pablo José de Oliveira (PSD). A gestão gasta 91,41% das receitas com a folha de pagamento. Outros municípios da região, como Goiana, Itambém, Glória do Goitá, Nazaré da Mata e Macaparana, também contam com um percentual acima de 60%. 

Entre as justificativas dos gestores, estão as crises política e econômica. De acordo com o TCE, em caso de descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, os gestores ficam impedidos de receber transferências voluntárias e contratar operações de crédito. Saiba mais na reportagem de Ramos Silva:

[uolmais_audio 15837103]

 

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO