FIG

A dois meses de acontecer, FIG ainda enfrenta problemas

Mesmo estando tão próximo da data do evento, Festival de Inverno de Garanhuns ainda não tem nem a quantidade de dias confirmada

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 31/05/2016 às 10:40
Leitura:
Foto: Reprodução


Faltando dois meses para o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), os fãs do evento ainda sofrem com dúvidas em relação às atrações e aos dias de festa. Na edição de 2016, alguns investimentos vão precisar ser cortados. Um setor que sofreu com esse corte foi o da convocatória de artistas que desejem se apresentar no festival.

Com os cortes, a convocatória ficou restrita para artistas pernambucanos ou que residam no Estado apenas. A nível nacional, apenas convidados pela produção do evento vão participar. De acordo com o edital, o FIG vai contar com oficinas, shows, cortejos, performances, intervenções, recitais, e outras atrações. A expectativa é que aconteçam mais de 200 shows em 13 polos.

Outro problema é que, como nos anos anteriores, o Governo do Estado vai bancar oito dias de festival e a prefeitura de Garanhuns, dois. Mas existe uma denúncia da autoria de quatro vereadores do município de que houve superfaturamento da Prefeitura nos shows de Ana Carolina e Capital Inicial, na edição de 2015.

O prefeito Izaías Régis pede, então, um pronunciamento do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) que venha o mais rápido possível. Ele diz que só vai bancar os dois dias se as investigações do órgão mostrarem a Prefeitura não teve culpa no superfaturamento. Ou seja, faltam dois meses, mas ainda não há nada certo sobre o FIG. Ouça o flash de Eduardo Peixoto:

Mais Lidas