AGRESTE

Operação Cajueiro prende envolvidos em sonegação fiscal em Garanhuns


Operação da Polícia Civil cumpriu quatro mandados de busca e apreensão e três de prisão, expedidos contra empresário, contador e auxiliar contábil

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 09/06/2016 às 8:39
Leitura:
Investigados são suspeitos de vender castanhas de caju sem notas fiscais. Foto: reprodução/internet


Na manhã desta quinta-feira (9), policiais civis de Pernambuco deflagaram a Operação Cajueiro para investigar crimes de enriquecimento ilícito com a venda de castanhas de caju sem notas fiscais em Garanhuns, no Agreste do Estado. Foram cumprindos quatro mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão contra o empresário João Eduardo Marinho Brasileiro, o contador Ivan Santos e o auxiliar contábil Emanuel Ferreira Godoy, envolvidos nas fraudes.

Segundo informações da polícia, os três foram presos por sonegação fiscal, falsidade ideológica e associação criminosa. Os acusados emitiram R$ 3 mil em notas fiscais falsas no nome de terceiros, com o objetivo de desviar o foco do crime. Eles estão na Cadeia Pública de Garanhuns. Ouça o flash de Eduardo Peixoto:

OPERAÇÃO CAJUEIRO

Os investigados na Operação Cajueiro vendiam castanha de caju sem notas fiscais, o que levou ao nome. Os presos e o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia Seccional de Garanhuns.


Mais Lidas