POLÊMICA

Fundação de Cultura de Caruaru pedirá esclarecimentos sobre valor de cachês


Segundo deputado Pr. Cleiton Collins, autor de projeto que estipula limite nos cachês, Associação dos Forrozeiros receberá R$ 200 mil para dividir entre 70 artistas

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 21/06/2016 às 14:06
Leitura:
Cantor Wesley Safadão realiza show em Caruaru R$ 380 mil mais caro do que em
Campina Grande - Foto: Divulgação


A Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, se pronunciou através de nota sobre a polêmica envolvendo pagamento dos cachês do cantor Wesley Safadão, da banda Aviões do Forró e da cantora Elba Ramalho.

A nota diz que a Fundação de Cultura vai exigir explicações na diferença do pagamento. Já a prefeitura de Campina Grande, na Paraíba, explicou que contratou o artista um ano antes do evento, por isso negociou o valor.

No São João de Campina Grande o cantor Wesley Safadão vai receber R$ 195 mil. Já em Caruaru, o cantor receberá R$ 575 mil, uma diferença de R$ 380 mil. No caso da banda Aviões do Forró o valor do cachê é de R$195 mil, em Caruaru a prefeitura vai desembolsar R$ 250 mil, uma diferença de R$ 55 mil. A paraibana Elba Ramalho para se apresentar em Campina Grande recebeu R$ 160 mil e em Caruaru R$ 190 mil, R$ 30 mil a mais do que na festa do Estado vizinho.

Confira os detalhes na reportagem de Núbia Silva:

Em entrevista à Rádio Jornal Caruaru, o deputado estadual pelo PP, o pastor Cleiton Collins, encaminhou na segunda-feira (20) projeto de lei à Assembleia Legislativa de Pernambuco para que fosse firmado um teto no pagamento de artistas com recursos públicos. O valor seria de R$ 200 mil. “É um projeto baseado já numa lei do Ministério do Turismo que põe limite nos gastos de verbas públicas com cachês exagerados”, destacou.

Sobre o valor do pagamento do cachê de Safadão, o deputado falou destacou que entristece comparar com os artistas locais. “A Associação dos Forrozeiros vai receber R$ 200 mil para repartir entre cerca de 70 artistas, dá menos do que R$ 3 mil para cada um”, disse.

A nota da Fundação de Cultura diz ainda que o show de Wesley Safadão no Parque do Povo, em Campina Grande, será no dia 1º de julho e no portal da transparência da prefeitura até agora não consta sequer a contratação do cantor para o show. Portanto, não há informação oficial sobre o cachê para que se possa fazer comparações.


Mais Lidas