HOMENAGENS

Carpina relembra 11 anos do assassinato do radialista Jota Cândido


Radialista vai ser homenageado com um busto na praça em frente ao prédio da Rádio Alternativa FM, local em que foi morto em 2005

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 01/07/2016 às 10:39
Leitura:
Foto: Reprodução


Os 11 anos do assassinato do ex-vereador e radialista Jota Cândido, em Carpina, na Mata Norte, são lembrados nesta sexta-feira (1º). Familiares e amigos de Jota organizaram uma homenagem na Praça Nunes Machado, em frente ao prédio da Rádio Alternativa FM, na qual ele mantinha um programa diário. Às 9h, um busto do radialista foi inaugurado no local.

Jota foi brutalmente assassinado em 1º de julho de 2005 com 20 tiros, ainda dentro do próprio carro, quando chegava à emissora para trabalhar por volta das 6h30. Antes disso, o radialista já havia sofrido outro atentado. Os quatro acusados pelo assassinato, os policiais militares Edilson Soares Rodrigues, Tairone César da Silva Pereira e André Luiz de Carvalho e o motorista Jorge José da Silva foram condenados por homicídio duplamente qualificado somente no ano passado. Os advogados dos acusados recorreram da pena.

De acordo com a Justiça, os réus teriam recebido dinheiro para matar Jota Cândido. A família exige, agora, o julgamento dos mandantes. Outros atos e homenagens vão ser realizados pelos familiares e amigos até o final deste ano. Ouça o flash de Ramos Silva:


Mais Lidas