SAMU

MPPE discute retenção de macas nos hospitais de Caruaru


O objetivo é discutir alternativas para a retenção dos equipamentos e otimizar os serviços do atendimento de urgência

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 07/07/2016 às 10:34
Leitura:
Foto: reprodução/internet

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) realiza na tarde desta quinta-feira (7) reunião para discutir retenção de macas do SAMU em hospitais de Caruaru, no Agreste do Estado. Representantes do Hospital Regional do Agreste, Hospital Mestre Vitalino, UPA estadual, SAMU e da Secretaria Estadual de Saúde. Serão discutidas formas para diminuir a retenção dos equipamentos e otimizar os serviços de atendimento de urgência.

O Diretor Regional do Sindicato dos Médicos de Pernambuco, Paulo Maciel, ressaltou as dificuldades estruturais do SAMU Caruaru."A situação de Caruaru continua muito ruim. Era para termos cinco ambulâncias funcionando, sendo quatro unidades básicas e uma UTI, mas estamos há dias apenas com duas ambulâncias funcionando", pontuou.

Esta será a primeira audiência sobre o tema. O SAMU Agreste atende 52 cidades da região.


Mais Lidas