VIOLÊNCIA

Suspeitos de latrocínio no centro de Belo Jardim são presos

A dupla indicou a participação de um ex-presidiário, que está foragido. Josemar Cavalcanti Lins Junior fornecia moto e arma

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 22/07/2016 às 10:18
Leitura:
Renata foi morta após se recusar a entregar celular, segundo os suspeitos
Foto: Reprodução/ Internet


Em pouco mais de 48 horas, a Polícia Militar capturou dois suspeitos de terem assassinado uma vendedora, no centro de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, na última terça-feira (19). Renata Souza Cordeiro, de 24 anos, caminhava com o telefone nas mãos, após largar do trabalho, quando foi surpreendida por Edson de Araújo Macena, de 21 anos, e um menor de 17 anos, que efetuou um disparo no peito e outro na cabeça da vítima.

Os dois confessaram o crime, como explica o coronel Jonas Souza, comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar (BPM). “Segundo o menor, por conta da reação dela em não querer entregar o celular, bem como fazer a menção que iria pegar a arma dele ele efetuou os disparos”, relatou. “Eles faziam vítimas aleatórias avistadas nas ruas. O menor, por não saber pilotar moto, se juntou com o Edson de Araújo”, disse.

Rafael Carneiro tem os detalhes:

Detalhes foram apresetandos durante coletiva na manhã desta sexta-feira
Foto: Raafel Carneiro/ Rádio Jornal

A dupla indicou a participação de um ex-presidiário, que está foragido. Josemar Cavalcanti Lins Junior fornecia moto e arma e, ao final do dia, dividiam os produtos dos roubos.

Há pelo menos 30 dias os criminosos vinham praticando os assaltos, principalmente celulares.

Josemar Cavalcanti permanece em local desconhecido e informações podem ser repassadas para o Disque Denúncia do Agreste no 3719.4545.

Mais Lidas