CRIME

Operação Hades desarticula grupo com forte atuação no Sertão do Pajeú


Permanecem ainda foragidos dois integrantes, o Luis Antônio, de 29 anos, e Carlos André, de 24 anos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 26/07/2016 às 14:00
Leitura:
Foto: Divulgação / Polícia Civil


A Delegacia de São José do Egito, no Sertão do Pajeú, comandou uma investigação nos últimos oito meses contra uma organização criminosa envolvida no tráfico, homicídios e roubos. A área de atuação incluía também crimes em Arcoverde, Salgueiro, Itapetim, e Limoeiro, no Agreste.

Na última quinta-feira (21), 23 pessoas receberam mandados de prisão preventiva, entre eles o líder do grupo, Valdeir Brito, o “mal encarado”, de 40 anos, que já está cumprindo pena na unidade prisional de Salgueiro, por tráfico de drogas e de onde comanda todas as ações de distribuição de entorpecente e de homicídios.

Entre os presos já estavam Flávio Junior, o “Pablo Escobar” e Vandeílson Paixão, da cadeia pública de Itapetim, e outros três integrantes presos antes mesmo deste trabalho policial, que contou com a ajuda da Polícia Militar.

A investigação evoluiu a partir da morte de José da Paz, um usuário de drogas executado a mando de Valdeir, por não quitar dívidas assumidas com o grupo. O Delegado Titular de São José do Egito, Ubiratan Rocha Fernandes, responsável pela investigação, diz que o líder agia assim:

Durante a investigação, foi descoberta também a tentativa de um sequestro a uma comerciante de São José do Egito, e foram evitados pelo menos três homicídios. Permanecem ainda foragidos dois integrantes, o Luis Antônio, de 29 anos, e Carlos André, de 24 anos.


Mais Lidas