AMOR PELOS PETS

Projeto confecciona cadeiras de rodas para cães e gatos deficientes

O projeto teve início há oito meses e é realizado em Bezerros, no Agreste de Pernambuco

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/08/2016 às 10:19
Leitura:
Antônio Amorim quer ensinar outras pessoas a confeccionar as cadeirinhas
Foto: Reprodução/ TV Jornal


Uma iniciativa vem chamando a atenção no interior de Pernambuco. É o projeto Amigo de 1 Amigo, no município de Bezerros, no Agreste de Pernambuco, que tem como objetivo confeccionar cadeirinhas com cano PVC para cães e gatos que foram atropelados e perderam o movimento das patas traseiras.

O idealizador da iniciativa é o agricultor Antônio Amorim. Após encerrar as atividades no campo, ele se dedica a ajudar os animais de rua. A ONG tem 26 voluntários.

Antônio Amorim colocando o animal na cadeirinha

Para confeccionar as cadeirinhas, são utilizados canos de PVC, velcro, duas rodinhas, seis tampas e o custo chega, no máximo, a R$40. Mais de 100 pessoas do País já entraram em contato com o projeto para solicitar a cadeirinha.

O projeto teve início após a chegada de Bobinho, um cão encontrado atropelado, há oito meses, às margens da BR-232. Depois de exames, foi constatado que o cachorro não voltaria a andar.

Os detalhes com Alexandre Magnun:

“A gente resolveu pesquisar na internet como faz para conseguir uma cadeirinha, mas a gente viu que aqui em Pernambuco é muito difícil encontrar e é muito caro. Tem local que é R$ 500, R$ 600”, contou o agricultor.

Custo da cadeirinha chega a no máximo R$ 40
Foto: Reprodução/ Facebook

Ele disse que se juntou com amigos após ver na internet as cadeirinhas feitas com PVC para poder realizar no município. O projeto já ajudou dezenas de animais que sofreram acidentes e são abandonados pelos donos.

Mas o projeto de Antônio tem o objetivo também de ensinar como confeccionar as cadeirinhas e assim multiplicar a iniciativa. “Eu queria que ele sentisse o prazer que a turma do projeto teve, aquele prazer de colocar a mão na massa, construir e depois ver o animal andando na cadeirinha”, contou o agricultor.
Quem quiser ajudar pode doar qualquer quantia para as contas abaixo:

?

Mais Lidas