MORTE

Pedreiro mata ex-namorada por não aceitar fim de relacionamento


Fernanda Santos, 24 anos, tinha acabado o relacionamento com Carlos Rocha, 33 anos, há 3 meses e sofria ameaças de morte

Maria Luísa Ferro
Maria Luísa Ferro
Publicado em 07/09/2016 às 9:26
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet

Será sepultado na manhã desta quarta (7), em Limoeiro, o corpo da autônoma Fernanda Santos Diniz, 24 anos, morta pelo ex-namorado na tarde desta terça-feira (6). Eles estavam separados, e constantemente ela sofria ameaças de morte.

Saiba mais no flash de Alfredo Neto:

Segundo informações da irmã da vítima, Fernanda estava trabalhando quando o pedreiro Carlos André Cavalcanti da Rocha, 33 anos, chegou e começou a discutir por não aceitar o relacionamento. Carlos desferiu um golpe de punhal na região do abdômen de Fernanda, que chegou a ser socorrida para o Hospital Regional de Limoeiro, mais não resistiu.

Carlos foi preso horas depois na porta do hospital. Segundo informações da unidade, ele teria ido buscar informações sobre o estado de saúde da ex-namorada. Ele foi preso e autuado em flagrante. Fernanda Santos Diniz deixou três filhos pequenos.

FEMINICÍDIO

É uma tipificação do crime de homicídio qualificado e se caracteriza pelo assassinato de uma mulher pelo fato dela ser mulher, em decorrência da violência doméstica, ou pela dominação do homem sobre a mulher. Em última instância, o feminicídio significa o controle sobre a vida e a morte.

A pena para um crime de homicídio é de 6 a 20 anos. No caso do homicídio qualificado, incluindo o feminicídio, a pena vai de 12 a 30 anos. A pena é aumentada em até um terço, se for cometido na frente de menores de 14 anos.


Mais Lidas